Este website utiliza cookies para nos ajudar a prestar-lhe um melhor serviço aquando da sua visita ao nosso site. Ao continuar a utilizar este website, está a permitir a nossa utilização destes cookies. Para mais informações consulte os nossos termos e condições. Termos e Condições Continuar

Ácido Nítrico

Na CUF, obtido a partir da oxidação catalítica do amoníaco, o Ácido Nítrico é fornecido a granel. 

Com fórmula química HNO3 e também conhecido como “água-forte”, o Ácido Nítrico é um líquido sem cor nem cheiro e algo viscoso. Amostras antigas podem apresentar cor amarelada, quando se decompõem em óxidos de azoto e água. Dado o seu baixo ponto de ebulição (83º), o Ácido Nítrico liberta “fumos” característicos, quando mais concentrado. 

Hoje em dia, a produção industrial de Ácido Nítrico é executada pelo chamado Processo Ostwald, na realidade inventado pelo químico francês Kuhlmann, em que amónia é oxidada na presença de um catalisador. Mas os primeiros alquimistas já o conheciam e produziam; no século XVII, Johann Rudolf Glauber estabeleceu o primeiro método de fabrico industrial, obtendo-o através do aquecimento de ácido sulfúrico com nitrato de potássio. 

 

O Ácido Nítrico é utilizado no fabrico, em larga escala, de vários produtos químicos, incluindo especialidades petrolíferas, e é usado no fabrico de nitratos de amónia e de potássio, bases para fertilizantes e explosivos. É, também, empregue para oxidar metais e na produção de corantes e de fibras artificiais, como o nylon ou o terylene. 

Topo